Inspiração

Tecnologia que gera reputação

04/10/2019

A intersecção  da tecnologia com a confiança 

Quando se trata de confiança, a tecnologia pode ser uma faca de dois gumes. Alguns veem isso como uma solução para resolver todos os desafios de marketing, mas na verdade se resume a como as marcas o usam.

Manter pessoas e marcas seguras

As principais plataformas de tecnologia estão multiplicando iniciativas para nutrir a confiança do consumidor. Apple, Facebook e YouTube lançaram iniciativas para ajudar os usuários a gerenciar melhor o tempo que gastam com aplicativos e dispositivos. Os usuários podem visualizar por quanto tempo estão conectados, desativar temporariamente suas notificações ou definir lembretes diários para desconectar-se dessas plataformas. Isso é particularmente importante para os adolescentes, pois pesquisas recentes descobriram que os adolescentes que passam mais tempo nas telas e menos tempo nas atividades que não são de tela, como a interação social em pessoa, apresentam menor bem-estar psicológico.

Quando usados ​​adequadamente, os recursos exclusivos das plataformas sociais podem direcionar nossa atenção para questões de interesse público. Na Austrália, a polícia de Queensland usou mensagens que desapareciam no Snapchat para ajudar a encontrar pessoas desaparecidas. Esses alertas em tempo real e com segmentação geográfica mostraram-se eficazes na localização de adolescentes desaparecidos nas primeiras 24 horas críticas. Outro exemplo interessante é o Waze, o aplicativo de navegação GPS, usado para desmascarar notícias falsas na Indonésia. (65) Toda vez que notícias suspeitas surgem, perguntam aos usuários regulares confiáveis ​​do Waze na estrada se eles testemunharam o evento relatado. Se não houver testemunhas, a probabilidade de notícias falsas é alta. Em apenas dois dias, 80% das histórias questionáveis ​​foram divulgadas como notícias falsas em poucos minutos.

A tecnologia também pode ajudar as marcas a se protegerem de aparecer em qualquer contexto que possa refletir negativamente sobre elas através da verificação de anúncios. Ele pode ser usado para combater falsificações e imitações nos mercados on-line, que podem comprometer a imagem de uma marca, potencialmente colocar em risco a saúde dos consumidores e impactar nas vendas. Isso é particularmente importante, pois 44% dos consumidores avisam a família e os amigos sobre a marca depois de comprar acidentalmente um produto falso.

Tecnologia mal utilizada pode manchar a credibilidade

Por outro lado, a tecnologia mal utilizada pode sair pela culatra e corroer a credibilidade. Por exemplo, o Facebook tem ajudado ativamente em Porto Rico após o furacão Maria. Para aumentar a conscientização após o desastre, o Facebook usou seu aplicativo de realidade virtual, Spaces, para um vídeo ao vivo com imagens em 360 graus de ruas devastadas, sobrepostas a uma versão em quadrinhos de Marc Zuckerberg. (67) Diante da polêmica sobre a relevância do uso dessa tecnologia  o Facebook pediu desculpas e ofereceu esclarecimentos sobre sua intenção original.

Em maio de 2018, o Google também enfrentou uma reação pública depois de apresentar sua nova tecnologia Duplex. Para parecer mais humano ao interagir com as pessoas, o Duplex imita interjeições humanóides como “uhms”. No entanto, não conseguiu identificar-se claramente como uma máquina para a pessoa do outro lado. (68)

Respondendo às críticas, o Google indicou rapidamente que um alerta seria adicionado.

Uma responsabilidade compartilhada

Embora 60% dos profissionais de marketing acreditem que a Inteligência Artificial em marketing criará mais confiança para o consumidor (69), o exemplo do Google Duplex é um bom lembrete de que, na ascensão da IA, é importante avaliar com cuidado e continuamente a atitude do público em relação à tecnologia. Embora 58% dos profissionais de marketing acreditem que os órgãos governamentais ou organizações independentes  devam regular possíveis desvios e más práticas na AI70, a responsabilidade de garantir que a tecnologia seja colocada em seu melhor e melhor uso deve ser compartilhada pelas plataformas de tecnologia, profissionais de marketing e agências.

Extraído do Estudo Future Focus iProspect realizado com mais de 300 clientes globais. Referências podem ser encontradas acessando o menu com o respectivo nome.

Você pode gostar também